João Melo Alvim a caminho da Embaixada de Belgrado
João Melo Alvim a caminho da Embaixada de Belgrado

João Melo Alvim vai deixar as funções de Cônsul Geral Adjunto de Portugal em Paris e transferir-se para a embaixada em Belgrado, na Sérvia. O diplomata estava na capital francesa desde 2016, depois de ter sido Adjunto da Secretária Geral do Ministério dos Negócios Estrangeiros. Com ligações a Pombal, João Alvim, 43 anos, é licenciado em Direito e exerceu durante vários anos a profissão de advogado. Em 2012, foi aprovado no concurso de admissão aos lugares de adido de Embaixada. No REGIÃO DE LEIRIA, assinou uma coluna de opinião intitulada “O homem do leme”. A convite do jornal fez também análise política e escreveu sobre cinema, arte de que gosta particularmente.

"Ela adora o nosso país"
"Ela adora o nosso país"

A Alicia Costa, de 8 anos, nasceu e vive em França. Este ano, por ocasião do 10 de Junho, Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades, fez esta ilustração e enviou-a ao REGIÃO DE LEIRIA. Todas as semanas recebe o jornal em sua casa, em Savigny sur Orge, perto de Paris. “Ela adora o nosso país”, afirmam os pais Célia Marques e Nelson Costa, “e queria partilhar o seu desenho”.

'Podcasts', a nova moda dos portugueses na Alemanha
'Podcasts', a nova moda dos portugueses na Alemanha

O confinamento, provocado pela Covid-19, levou à criação de vários 'podcasts' na comunidade portuguesa a residir na Alemanha, que vão desde o humor à partilha de experiências pessoais ou entrevistas. João Pedro Santos, há dois anos a viver em Kiel, criou o 'Entschuldigung!', um “guia palerma de como (sobre)viver na Alemanha”, desde a separação do lixo, às muitas variedades de batatas ou à forma como os alemães pronunciam “João”. Já o projeto de Denise Pereira, "Bolas de Berlim", conta "as aventuras de uma mulher portuguesa pelos meandros da dating life”. A associação Berlinda aproveitou o período mais “limitado” de oferta cultural para aproximar “os falantes de língua portuguesa".

Morreu Manuel Cândido Faria, mecenas da comunidade portuguesa em França
Morreu Manuel Cândido Faria, mecenas da comunidade portuguesa em França

O empresário português Manuel Cândido Faria morreu domingo, em Paris. , depois de ter dado , tendo-se destacado pela sua "generosidade Manuel Cândido Faria era originário do concelho de Famalicão, e chegou a França aos 12 anos. Começou a trabalhar no ramo da construção civil aos 16 anos e aos 22 comprou a empresa que o empregava. O empresário português dedicava-se nos últimos anos a apoiar projetos da comunidade portuguesa, como as obras da Casa de Portugal ou a renovação da igreja da paróquia portuguesa de Gentilly. Em 2016, foi reconhecido pelo Presidente da República aquando a celebração do 10 de junho, tendo recebido o grau de oficial da Ordem de Mérito.

Empresa portuguesa integra equipa de restauro da Catedral de Santiago de Compostela
Empresa portuguesa integra equipa de restauro da Catedral de Santiago de Compostela

O Atelier Samthiago, sediado em Viana do Castelo, especializado em trabalhos de restauro, está a trabalhar desde fevereiro na reabilitação das fachadas sul e oriental da catedral de Santiago de Compostela, capital da Galiza. Carlos Costa, sócio gerente do atelier, disse que esta é “neste momento, possivelmente, uma das mais importantes obras em curso, de restauro, no mundo”. O responsável explica que este “é um trabalho muito grande e muito complexo em termos de organização”.Segundo fonte da fundação da Catedral de Santiago, as obras na catedral, situada na Praça do Obradoiro, iniciadas em 2013, têm conclusão prevista para finais de 2020, num investimento de 18 milhões de euros.

Cabeleireiro português em Paris reabre portas com agenda cheia
Cabeleireiro português em Paris reabre portas com agenda cheia

Os cabeleireiros “Mário Lopes”, em Paris, reabriram esta semana as portas, após 55 dias de confinamento, com a agenda cheia e todas as medidas de segurança necessárias para acolher novamente os clientes. Mário Lopes, que aos 13 anos trocou Ourém por Paris, bem como a filha, Élodie Lopes, são cabeleireiros de renome em França tendo já recebido a distinção de melhores cabeleireiros do país, e as marcações esgotaram antes do dia da reabertura. Para manter a confiança por parte dos clientes, foi preciso investir em máscaras, gel desinfetante e outros materiais. Custos que não vão ser recuperados. Porque mesmo em desconfinamento, o salão vai passar a atender metade dos clientes que atendia antes.

Lusofonia festeja “online” primeiro Dia Mundial da Língua Portuguesa
Lusofonia festeja “online” primeiro Dia Mundial da Língua Portuguesa

A língua portuguesa é falada por mais de 260 milhões de pessoas nos cinco continentes, ou seja, 3,7% da população mundial. Pela primeira vez, na terça-feira, dia 5 de maio, foi comemorado o Dia Mundial da Língua Portuguesa. A efeméride, declarada em novembro passado pela UNESCO, foi assinalada, de forma virtual, devido à atual pandemia, por mais de duas dezenas de personalidades lusófonas ligadas à política, literatura, música, ciência e desporto. O evento foi difundido nas redes sociais do instituto Camões e reuniu testemunhos do secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, do Presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, entre muitos outros convidados.

Restaurante português nos EUA adapta-se com envio de pastéis de nata para casa
Restaurante português nos EUA adapta-se com envio de pastéis de nata para casa

O café-restaurante português Natas Pastries, em Los Angeles, está a adaptar-se às restrições impostas pela pandemia com o envio de pastéis de nata para clientes nos Estados Unidos. A dona do café-restaurante, Fátima Marques, natural de Lisboa, decidiu iniciar a nova faceta do negócio por causa dos muitos pedidos que estava a receber desde o início do confinamento. "Envio para os Estados Unidos, de Nova Iorque a Miami e Las Vegas, por todo o lado me pedem", diz a chef. A maior parte dos pedidos vem de "portugueses, lusodescendentes", mas também das muitas estrelas norte-americanas que frequentam o espaço. Aos pasteis de nata, juntam-se as bolas de berlim, pastéis de bacalhau ou chouriço.

Comunidade luso-americana reaviva memórias dos avós com criatividade
Comunidade luso-americana reaviva memórias dos avós com criatividade

Escrever poemas, músicas e desenvolver artes plásticas recordando os mais velhos da família é o desafio lançado pelo Instituto Português Além Fronteiras,instalado na Universidade Estadual da Califórnia, às gerações mais jovens da comunidade luso-americana. O objetivo do projeto “Celebrating My Avós” (Celebrando os meus Avós em português) é incentivar trabalhos criativos durante o isolamento social por causa da covid-19 ao mesmo tempo que se reavivam memórias dos avós. “Se ainda hoje se fala português em muito sítio é por causa do avô e da avó. É uma forma de continuar as histórias orais através da memória”, disse à agência Lusa Diniz Borges, presidente do Instituto.

Emigrantes no Luxemburgo lançam campanha para ajudar hospitais portugueses
Emigrantes no Luxemburgo lançam campanha para ajudar hospitais portugueses

Duas associações de emigrantes no Luxemburgo lançaram uma campanha de angariação de fundos destinada a apoiar os hospitais portugueses, especialmente na zona Centro, na luta contra o novo coronavírus. A campanha, promovida pela Associação Cultural e Humanitária da Bairrada e pela Santa Casa da Misericórdia, ambas no Luxemburgo, apela à "solidariedade” na angariação de fundos para a compra de ventiladores, material médico e hospitalar. As doações podem ser efetuadas através das contas da Associação Cultural e Humanitária da Bairrada no Luxemburgo (LU39 0020 1101 8237 0700 – BIL) ou da Santa Casa da Misericórdia no Luxemburgo (LU82 0019 4255 8673 5000 – BCEE).

Cap Magellan apela à não deslocação de França a Portugal na Páscoa
Cap Magellan apela à não deslocação de França a Portugal na Páscoa

A Associação de jovens franceses lusodescendentes Cap Magellan lançou esta semana um apelo dirigido à comunidade portuguesa emigrada em França, para “resistir ao apelo de viajar para Portugal” neste período da Páscoa. Em comunicado, a associação reconhece “a importância da reunificação familiar”, mas pede “este esforço adicional”. “Todos devem resistir ao apelo de viajar para Portugal, mesmo que seja o vosso país e que se sinta seguro lá; mesmo que as viagens estivessem previstas e que a família vos aguarde lá impacientemente e com saudade”, refere ainda a nota. A mesma resistência deve ser aplicada às reuniões familiares em França, onde a palavra de ordem é também “reste chez toi”.

Navio-escola Sagres cancela viagem e regressa a Lisboa em maio
Navio-escola Sagres cancela viagem e regressa a Lisboa em maio

A viagem de celebração dos 500 anos da circum-navegação de Fernão de Magalhães vai ser interrompida e o navio-escola Sagres vai regressar a Lisboa em "meados de maio" devido ao risco da covid-19, anunciou o Governo português na terça-feira, dia 24. "Face à situação de pandemia da covid-19, que afeta mais de 180 países em todo o mundo, o navio-escola Sagres, que ruma à Cidade do Cabo, na África do Sul, onde se prevê que chegue quarta-feira, dia 25, recebeu ordens para regressar a Lisboa", indica um comunicado do Ministério da Defesa, indicando que os 142 elementos se encontram todos bem de saúde. O navio ia realizar uma viagem à volta do mundo com duração de um ano e paragem em 19 portos.

Liga dos Amigos do Hospital lança campanha de angariação de material de proteção para o hospital

A Liga dos Amigos do Hospital de Leiria resolveu  promover uma campanha de donativos para o hospital para a aquisição de material de proteção, de modo a fazer face a esta situação difícil que o mesmo atravessa. Todos os donativos angariados serão disponibilizados à direção do hospital para a aquisição de material urgente. Faça o seu donativo por transferência bancária para o NIB da Liga dos Amigos do Hospital: 0035 0393 0009 5020 Para receber o recibo do donativo para efeito fiscal, envie a cópia do recibo da transferência com o nome, NIF e a morada para o correio.  mail: liga.amigos.chleiria@gmail.com Obrigado

Um passeio diferente na praia em período de isolamento

Estamos a viver uma situação difícil no país devido à propagação do coronavírus, com várias restrições a ser aplicadas, nomeadamente a ida a praias muito frequentadas. Com plena consciência disso, resolvi ir, na mesma, com a família até uma praia e, se estivesse muita gente, voltávamos para casa. Acontece que não estava quase ninguém e fomos não só fazer a caminhada habitual, como contribuir - mais uma vez, para a limpeza da praia do Casal Ventoso, na Praia do Pedrógão. O lixo era tanto que optei por apanhar só vidro. Um passeio bem diferente, pois quando nos cruzávamos com alguém, existia a preocupação do devido desvio de segurança.

Ministério dos Negócios Estrangeiros cria Linha de Emergência Covid-19 para regresso a Portugal
Ministério dos Negócios Estrangeiros cria Linha de Emergência Covid-19 para regresso a Portugal

Para dar apoio aos portugueses que se encontrem transitoriamente em viagem no estrangeiro e necessitem de ajuda para regresso a Portugal, o Ministério dos Negócios Estrangeiros criou uma linha de emergência, que funciona em exclusivo pelo email covid19@mne.pt e pela linha telefónica +351 217 929 755, refere o Portal das Comunidades Portuguesas. "Esta linha estará disponível em dias úteis, entre as 9 e as 17 horas, e, fora deste horário, será complementada pela atividade do Gabinete de Emergência Consular em funcionamento 24 horas por dia", refere a nota. Entretanto os estudantes Erasmus portugueses estão a ser contactados pelo Ministério para que seja organizado o retorno a Portugal.

Sessão de planeamento da mobilidade através de jogos

Isto foi um exemplo de como se pode fazer Planeamento colaborativo juntando técnicos e cidadãos de todas as idades. Foi um pequeno exemplo que aconteceu no fórum técnico sobre mobilidade, na demonstração que fiz sobre aplicação de jogos para planear um sistema de transportes. Um agradecimento à Câmara Municipal Marinha Grande pelo convite.

Escritoras contam dez histórias de emigração em livro
Escritoras contam dez histórias de emigração em livro

O livro “Correr Mundo – Dez mulheres, dez histórias de emigração”, lançado dia 8 pela Oxalá Editora no Dia Internacional da Mulher, “dá voz” a uma dezena de escritoras da diáspora através de vários contos. “A saudade da infância e das origens, da língua, da família, as questões da identidade e do desenraizamento, a desvalorização dos emigrantes no país de acolhimento pela natureza do seu trabalho, as dificuldades de adaptação, as viagens até ao país de acolhimento”, são os temas tratados nas dez histórias, revela em comunicado. O livro chega este mês às livrarias em Portugal, estando já disponível na Alemanha.

Remessas de emigrantes cabo-verdianos acima dos 157 M€ até novembro
Remessas de emigrantes cabo-verdianos acima dos 157 M€ até novembro

As remessas enviadas pelos emigrantes cabo-verdianos para o país natal atingiram, de janeiro a novembro de 2019, os 17.434 milhões de escudos (157,5 milhões de euros), aproximando-se de um novo registo máximo, segundo dados oficiais. De acordo com um boletim estatístico do Banco de Cabo Verde, o país recebeu neste período 4.710 milhões de escudos (42,5 milhões de euros) em remessas enviadas pelos emigrantes cabo-verdianos em Portugal. Estima-se que mais de 100.000 cabo-verdianos residam atualmente em Portugal, a segunda maior comunidade na diáspora, logo depois dos 250.000 emigrantes de Cabo Verde nos Estados Unidos.