Governo quer gabinetes de apoio ao emigrante em todo o país
Governo quer gabinetes de apoio ao emigrante em todo o país

O Governo prevê protocolar, até meados de 2021, a criação de gabinetes de apoio ao emigrante em todas as autarquias do país e alargar as suas competências, anunciou a secretária de Estado das Comunidades, Berta Nunes, em Caldas da Rainha, onde hoje presidiu ao arranque do Encontro Europeu de Jovens Lusodescendentes. A criação de gabinetes de apoio ao emigrante nos 308 concelhos do país vai ser incentivada através da assinatura de protocolos “formação e backoffice [serviços de retaguarda]”, um apoio que, segundo Berta Nunes a Secretaria de Estado das Comunidades já prestava, mas que agora vai ser alargado à atração de investimento, à internacionalização de empresas e ao aumento das exportações, que é o que está previsto no plano nacional de investimento da diáspora”.